Como escolher sua corsetmaker

Vou falar por experiência própria: comprar um corset não é nada fácil. A não ser que você tenha muito dinheiro e seja aventureira pra se arriscar, comprar um corset é uma tarefa que demora e que dá trabalho. Você precisa pesquisar, tirar dúvidas, fazer orçamentos e ouvir opiniões de quem já tem um corset.

As vezes nós olhamos aquela “grife de corset” vendendo “corsets” por R$50,00 e ficamos malucas, não é mesmo? Mas quem entende de corset sabe que esses preços praticados são impossíveis e que é preciso cuidado para não cair nessas armadilhas.

Aqui vão algumas dicas que encontrei para que a gente possa escolher a melhor corsetmaker, aquela que mais se encaixa nas nossas expectativas, desejos e bolsos.

– Consulte as clientes da corsetmaker que você pretende que faça seu corset. Se você conhece alguém pessoalmente, melhor ainda, mas se não conhece ninguém (como eu, no início) entre em um dos grupos sobre tight lacing e corsets no Facebook. Lá você pode postar alguma dúvida e as meninas respondem com toda sinceridade.

– Observe se os materiais que a corsetmaker usa são de qualidade. Tem detalhes que dá pra ver por foto, como as rendas e tecidos. Se tudo parecer meio “vagabundo”, nem compre. Os preços baixos praticados por algumas corsetmakers se dá ao foto de usar materiais baratos e de qualidade inferior. Já outros materiais, como as barbatanas, só é possível comprovar a qualidade pegando o corset em mãos.

– Uma forma de saber se a barbatana é boa de verdade é dobrando o corser para um lado. Se ele resistir um pouco, mas acabar cedendo, e depois que você soltar e ele voltar a forma original, é um indício de ser uma barbatana de qualidade. Se depois de dobrada e solta a barbatana continuar dobrada, sem voltar a forma original, aí a barbatana é “vagabunda” e o corset não vai servir para tight lacing.

– Se for comprar pela internet, preste muita atenção nas fotos. Analise fotos do corset vestido em uma pessoa, não em almofadas os manequins. No corpo de uma pessoa você pode analizar a curvatura do corset, se ele aperta bem e se é estruturado.

– Tome cuidado com corsets mal acabados: linhas soltas, ilhóses mal pregados, acabamento mal feito. Essas características você pode verificar com quem já possui corset de determinada marca ou pegando o corset em mãos e verificando.

– O peso: algumas grifes usam várias camadas de lona ou tecidos mais pesados para fazer o “miolo” do corset, que acaba ficando muito pesado e desconfortável. Fique atenta a isso, pois faz uma grande diferença no treino.

– Para quem quer fazer corset com bojo: veja bem as fotos do corset e se possível prove um, pois o seio deve ficar encaixado no bojo e bem confortável.

– Antes de finalizara compra, verifique com o corsetmaker como será o pós venda. Se ocorre algum erro, quem irá arcar com a despesa? Ela ira consertar? Irá reembolsar o valor integral ou só parte dele? É bom saber dessas coisas pra não se incomodar depois.

– O clichê “o barato sai caro” é regra clara na compra do corset. Economize alguns meses ou pague parcelado se não tem condições de dar o valor a vista, mas não compre gato por lebre pensando só no preço. Corset é caro por causa da qualidade.

– Caso você queira comprar um corset pronto ou mesmo já usado, verifique as medidas se aproximam da sua e principalmente a altura do corset, pois um corset onde a altura não condiz com a sua na hora de sentar você poderá correr o risco de prender a circulação das pernas. A circunferência da cintura do corset também é importante e deve ser pelo menos 10cm menor que a circunferência da sua cintura.

Pinned Image

O meu corset eu comprei pronto. Ele estava ali, na minha frente, ficou ótimo quando provei e as medidas batiam. Eu não consegui resistir à tentação. Não tenho reclamações e ele tem uma ótima qualidade. O corset é da marca Modelle e as menianas que me atenderam na loja eram super preparadas para vender esse tipo de produto e me ajudaram muito. Também estão sempre disponíveis para tirar dúvidas. Recomendo, se as medidas do corset baterem com as suas e ele ficar confortável.

Inpiração – Make

Final de semana tá chegando e é a hora de caprichar mais na maquiagem pra sair com o namorado, pegar um cineminha, jantar, pegar uma baladinha. Essa semana to inspirada pelo cat eye e encontrei várias fotos lindas pra se inspirar na maquiagem do final de semana.

Pinned Image

Pinned Image

Pinned Image

Pinned Image

Pinned Image

Tudo isso por causa do óculos mais lindo do mundo que chegou essa semana. Quero trocar as lentes pra usar logo!

Óculos Cat Eye Strass

Folga

Essa semana eu me dei uma folga do tight lacing. Não estava me sentindo muito bem quando usava o corset. Me sentia ansiosa, desconfortável e com a respiração presa. Acho que esse sentimento se deve a preçuiça de final de férias da faculdade, aquela coisa de querer a maior liberdade possível. Nem tirei minhas medidas nesse período.

Mas semana que vem eu volto firme e forte no treino aí coloco aqui todas as minhas medidas!

Diva

Eu sou fã assumida da Amy Winehouse. Do tipo que já foi a festa a fantasia com perucão e delineador, tem uma York Shire chamada Amy e fez o trabalho final de Figurino sobre o DVD I Told You I Was Trouble.

Pinned Image

 

A Amy foi um ícone de estilo. Muitos estilistas, fotógrafos e editores faziam uso desse estilo em seus trabalhos. O topetão, super delineador e vestidos cinquentinhas exerciam grande fascínio.

 

Pinned Image

O estilo da Amy era bem cinquentinha: cintura marcada, decotes, topete, delineador, batom vermelho, faixas no cabelo, sapatilhas e uma cara de dia seguinte, como alguém que estava numa festa na noite passada. Uma inspiração pra mim, que sempre gostei desse estilo, quase uma pin up moderna.

Pinned Image

Pinned Image

Hoje faz um ano que ela se foi. Perdemos o ícone e a voz. E hoje foram divulgados pela primeira vez os vestidos exclusivos que a diva usaria na sua próxima turnê, que nunca aconteceu. Amy Winehouse os escolheu, mas jamais o vestiu. Vestidos alegres, com estampas tropicais, com a cara do verão e de uma nova Amy, que chegou a dar provas de sua recuperação. De acordo com Naomi Parry, a responsável pelos looks de Amy Winehouse nos últimos cinco anos de vida da cantora, em entrevista ao “New Yok Times”, a diva escolheu tudo pessoalmente. Os integrantes da banda vestiam ternos pink, camisas pretas e slippers de veludo. Para os shows, Amy não queria causar alvoroço com seus looks. As apresentações eram por sua música.

Inspiração tropical nos vestidos da turnê

Flamingos e palmeiras: Amy teria se inspirado onde?

Abacaxias e pássaros nas estampas: um toque brasileiro

Estampa de cobra e o mar azul, que lembra o Caribe, onde Amy se esbaldou

Borboletas e correntes nos vestidos que Amy escolheu

 

 

Como amarrar e desamarrar o corset

É só puxar! Mas é claro que é um pouco mais complicado do que isso!

Em primeiro lugar é necessário afrouxar as amarras de trás do corset. Então você deverá vesti-lo sobre uma regatinha de algodão, para que não machuque a pele. Aproveite esse momento para posicionar o corset de forma correta. Verifique se o zíper ou colchetes estão bem no meio do seu tronco e se aparte superior e inferior estão nas posições corretas, nem muito pra cima nem muito para baixo. Aí começa a parte de apertar o corset. Para que o corset fique bem apertado e você se sinta confortável usando-o, é preciso de um tempo para apertá-lo.

Comece puxando as amarras superiores. Cruze os cordões superiores e vá puxando. Depois segures os cordões e vá ajeitando as amarras, para que todas fiquem bem apertadas. Se você não se sentir confortável, não aperte o corset tanto na parte superior, sobre as costelas, para que não a machuque. Vá repetindo essa ação até que a parte superior esteja apertada, mas de forma confortável, sem dores ou problemas na respiração. Repita o mesmo procedimento com as amarras inferiores.

Depois do corset bem apertado faça uma pausa. Espere de 5 a 10 minutos e durante essa pausa se mova com o corset, caminhe um pouco, retire as rugas da blusa usada sob o corset. Levante os braços, gire seu corpo dentro do corset. Depois desse procedimento, aperte o corset mais uma vez. Repita esses procedimentos até chegar na forma desejada.

Pinned Image

Algumas tight lacers usam uma maçaneta para ajudá-las a apertar o corset. Elas laçam as amarras na maçaneta e andam na direção oposta, fazendo pressão para apertar o corset. Essa técnica faz com que o corset fique mais apertado. Você pode usá-la também se quiser.

Para amarrar o corset, é necessário das 2 nós nos cordões. Faça nós fortes, seguros e laços apertados, para que não afrouxem. Também não amarre o corset na frente, isso fará com que haja um desgaste nas laterais do corset, podendo haver problemas na estrutura dele e na forma da sua cintura.

Para abrir o espartilho:

Sempre afrouxar os laços em primeiro lugar, não solte os colchetes ou o zíper enquanto o corset está sob tensão, isso pode comprometer os colchetes ou o zíper. O correto é afrouxar as amarras das costas e então abri-lo pela frente. Para usá-lo novamente, você deverá afrouxá-lo ainda mais para que ele entre novamente. E então deverá começar o processo desde o começo.

Como se acostumar com o corset

Começar a usar o corset não é muito fácil, é preciso disciplina e força de vontade. O corset aperta, exige uma postura reta e não permite alguns movimentos. Nós, moças do século 21, não estamos acostumadas com essas limitações. O período de adaptação ao corset pode variar de pessoa para pessoa, mas existem algumas dicas que podem ajudar nesse período.

Pinned Image

O que fazer:

– Usar uma camiseta de algodão ou forro sob o corset;

– Hidratar a pele e verifique se não há manchas secas. Pele vermelha é um sinal de pele seca;

– Depois de colocar o corset, aperte-o confortavelmente;

– Mantenha os dois lados igualmente espaçados de cima para baixo;

– Faça vários passeios quando usar o corset, nada de ficar o tempo todo parada;

– Quando for vestir o corset: vista-o, dê um tempo, caminhe alguns minutos, aperte-o novamente, espera mais um pouco. Repetindo esse processo você pode apertar bem o seu corset sem se sentir desconfortável.

– Leve o seu tempo para vestir seu corset. Se você não tem tempo, comece mais cedo;

– Para a formação da figura, o tempo de uso do corset é muito mais importante do que o grau de aperto. Você  pode manter o laço no seu limite de tolerância, em seguida, relaxar-lo por 1 ou 2h. Só assim você pode apreciá-lo, ao invés de sentir que você está em uma luta com o seu corset;

– Não coma grandes refeições antes ou durante! Não coma alimentos gordurosos, muita água, frutas e vegetais e fibras. O espartilho irá manter o seu estômago pequeno e você não terá problemas para perder ou manter peso. No final, você provavelmente será mais saudável e disposta;

– Exercite-se diariamente. Trabalhar a parte de trás e os músculos do estômago. Para a boa saúde cardiovascular, a caminhada é excelente e você fazer isso pode enquanto usa o corset, se quiser. preste atenção na respiração. Se torna-se difícil, diminua o ritmo da caminhada para que ela acompanhe sua capacidade respiratória.;

– Vista seu corset tantas vezes e tão longo quanto possível. Dormir no corset permite que o corpo se adaptar mais rápido e se adaptar à forma espartilhada. Normalmente, a noite,  relaxe seu corset um ou dois centímetros;

– Proporção é muito mais importante que a redução absurda das medidas. Fique atenta as suas medidas!

Pinned Image

O que não fazer:

– Se for usar o corset por longos períodos, não use-o diretamente sobre a pele;

– Quando um ponto começa a coçar, não coçar através do corset. Tire-o e passe um hidratante na pele;

– Depois de colocar o corset, não começar a puxar os cordões pela cintura, isso pode danificar o corset (arrancar ilhós) e pode inchar e beliscar a pele em volta;

– Não comprima demais a parte superior e inferior e permitita que uma protuberância se forme na cintura! Isso vai fazer uma curva as barbatanas nas costas e estragar o corset.;

– Não puxe-o tudo de uma vez e amarre-o. Não chegara nem perto do quão ele pode estar apertado se você amará-lo muito rápido;

– Não aperte-o até o ponto de desconforto e depois pare. Comece diminuindo a pressão antes de você sentir que é hora de parar.. Se você estiver com pressa, se prepare para uma menor redução. Mesmo que você tenha sido capaz de apertá-lo até um certo tamanho, não assuma que você sempre pode apertá-lo até aquele tamanho, a menos que tenha sido com ouso contínuo do corset. Depois de alguns dias de folga do corset, você tem que voltar a treinar para recuperar os centímetros perdidos, antes de ir para o seu menor tamanho novamente;

– Se não ir até certo tamanho, não forçar;

– Não pense que apertando mais você pode acelerar o treinamento. Você pode provocar dores e desconfortos ao seu corpo. Um espartilho pode e vai melhorar a sua forma de maneira saudável, mas só se o tempo necessário for respeitado;

– Não comer uma grande refeição e depois iniciar o treino. Não ingerir alimentos gordurosos, evitar bebidas, hortelã, chá, café, alimentos picantes podem causar refluxo;

– Não faça exercícios pesados durante o treino. Quando muito apertado, a sua capacidade respiratória pode ser reduzida. Andar a pé, caminhadas, treinamento muscular, não são um problema, mas a execução não é provavelmente uma boa idéia. Se você pretende fazê-lo, basta deixar o corset de fora.

– Não usar o corset por somente algumas horas por dia. Se você só pretende usá-lo ocasionalmente, diminua o objetivo da redução;

– A menor cintura não dá necessariamente a melhor figura. Forma e proporção são os mais importantes.

fonte: Corset Information

Corset Edwardiano

Encontrei essa foto de um corset eduardiano num grupo do Facebook e achei muito curiosa uma das características desses corsets antigos.

corsert

Detalhe do corset

Estão vendo esse ganchinho ali em cima, entre os dois colchetes? Esse ganchinhos serviam para segurar a anágua, que era muito utilizada nos séculos passados. As roupas femininas eram tão cheias de camadas, detalhes, frufrus e apertos, que era necessário que uma peça “ajudasse” a sustentar outra. Algumas vestimentas podiam chegar a 18 kg, imagina que peso!

Pinned Image

Corset inteiro

Espero que tenham gostado da curiosidade.

Corset Masculino

Quando a gente pensa em corsets, logo pensamos em mulheres voluptuosas, femininas e delicadas. O corset se tornou uma peça quase que exclusiva do vestuário feminino. Mas o que a maioria não sabe é que existem muitos homens que praticam o tight lacing e tem cinturas mais finas que muitas mulheres.

Eu descobri que existiam corsets feitos exclusivamente para modelar o corpo masculino assistindo um episódio de CSI. Nesse episódio um homem foi encontrado e na autópsia viram que suas costelas eram arcadas e sua cintura era finíssima. Investigando o caso, os detetives acabaram por descobrir sobre o tight lacing masculino. CSI também é cultura!

Corset masculino século XVII e XVIII

Nos séculos XVII e XVIII a moda masculina era tão rebuscada e adornada como a moda feminina. O ideal de corpo masculino era de um homem com ombros largos e uma cintura pequena. Aí que entrava o uso do corset, que ajudava os homens a criar e manter essa silhueta.

Os corsets masculinos eram feitos de coutil (tecido de algodão muito resistente), a amarração era atrás e em alguns modelos possuíam tiras para evitar que o abdomem ficasse redondo. Outros corsets possuíam elásticos inseridos por toda a parte do peitoral, que dava uma forma mais magra e reta. O corset também facilitava que os homens mais robustos usassem armadura.

Atualmente é muito mais fácil encontrar os corsets femininos, mas há alguns homens que praticam tight lacing. Um exemplo é o Mr Pearl. Nascido na África do Sul, ele se mudou para Londres após concluir o serviço militar. Hoje vive em Paris e possui um renomado atelier, localizado atrás da Notre Dame, requisitado por grandes nomes da moda como: Galliano, Gaultier, Lacroix, Mugler e tantos outros. Seu trabalho é meticuloso, dando ênfase a detalhes da arte vintage. Dita von Tease, Jerry Hall e Madonna são algumas das inúmeras clientes famosas de Mr. Pearl.

pearl

Mr. Pearl em seu atelier

Mr Pearl em seu atelier

Além de confeccionar os corsets, Mr Pearl é um praticante de tight lacing e tem uma cinturinha de dar iveja em muita mulher.

corset

Gabriel Moginot é estudante e pupilo do Mr Pearl

Eu acho o tigt lacing uma arte maravilhosa. Tight lacing não é só usar os corsets, tem que ter postura, disciplina para os treinos e dedicação. Acho que todos tem direito de praticar, homens e mulheres. Mas, convenhamos, o corpo masculino fica meio estranho com essa cinturinha aí, não é mesmo? Imagina seu namorado praticando e ter uma cintura mais fina que a sua! O que acham disso?