Sumiço

 

14

 

Gente, desculpa mesmo o sumiço aqui do blog. Não tá fácil! Com a mudança do horário de verão e a entrega do TCE, eu to cada dia mais cansada. E somando o calor que tá fazendo por aqui, o uso do corset diariamente tem ficado muito difícil. Dei uma parada no treino. Me culpem, se quiserem, mas tá complicado!

Mas eu prometo! Em breve vai ter uma novidade bem legal aqui no blog! To fazendo alguns contatos, ajustando algumas agendas e correndo atrás de uns detalhes para trazer um super material exclusivo aqui para vocês! Um trabalho que vai contar com um monte de gente legal e talentosa, pra mostrar pra vocês os poderes do corset!

Não pensem, nem por um segundo, que eu abandonei esse blog! Eu amo esse espaço e só quero trazer material de qualidade para vocês! Nada de post tampa buraco!

 

Beijos!

Promoção de Corset Elastique na Madame Sher

Madame Sher Corsets

Promoção Relâmpago Elastique

Coelhinhas da Playboy

Meninas, acabei de receber esse e-mail da newsletter da Madame Sher e os corsets Elastique estraram em promoção!

Pra quem tava economizando pra comprar um bom corset ou quer comprometer o 13° salário, é uma boa oportunidade. Todas sabemos que os corsets da Sher são de ótima qualidade (sem diminuir os outros), mas o preço é meio salgado pra alguns bolsos (presente!). Tá aqui uma oportunidade de economizar 15%…

Só prestem bastante atenção na tabela de medidas da Sher pra não comprar errado! Os corset são pronto e não sob medida! E se você tem um corpo como o meu, que tem medidas que vão do M ao GG, entrem em contato com o site na sessão de dúvidas antes de comprar um corset que não vai servir!

Pra quem não conhece a linha, aqui e aqui vão algumas informações. Pelo que pesquisei, ele não aperta as costelas, mas ajuda a apertar a diminuir as gordurinhas. Não restringe movimentos como o corset tradicional e é quase imperceptível sob a roupa. Então quer quer um corset para tight lacing, não compre esse pois os resultados não são os mesmos.

Quem comprar avisa aqui!

O Uso de Corset por Crianças

Queria ter postado isso no dia 12 de outubro, em uma homenagem ao dia das crianças, mas infelizmente não tive tempo. Encontrei um texto num site gringo que fala sobre o uso de corset por crianças durante e século 19 e achei fascinante. Vou traduzir todo o texto aqui para vocês, mas o original pode ser encontrado aqui.

Catálogo da Sears

Nas crianças do século 19 foram colocadas em corpetes de apoio, ou cintura, logo que elas começavam a andar. Os meninos geralmente paravam de usá-lo depois de alguns anos, mas as meninas continuaram a usá-los. Seus corpos desenvolviam cinturas mais firmes e em forma, de modo que gradualmente passavam a usar espartilhos adultos. Falando no final do século 19, Elizabeth Ewing escreve:

“A stayband(n.t.: acredito que stayband sejam aquelas faixas que os nenéns usem na barriga) tinha sido tradicionalmente usada desde a infância por ambos os sexos, para o calor, bem como suporte, apesar de ter sido abandonado em alguns anos, bem cedo no caso dos meninos. Ele tomou várias formas e foi feito em profundidades que variam de 3 polegadas a 14 polegadas O estilo mais habitual era um reto, sem forma e rígida, feita de tecido vermelho ou cinza do lado de fora, com uma entretela e um forro branco. A banda foi geralmente também com encordamento, para firmeza, … a partir da idade de cerca de 10 anos, as meninas usavam um tipo com mais forma de corpete, mas um de construção semelhante, com encordamento ou barbatanas.”
Elizabeth Ewing: Moda em Roupa p67

Esta ilustração acima é do catálogo da Sears de 1908, mas são típicas da segunda metade do século 19.A iagem mostra os fundamentos de uma menina bem vestida (ou pelo menos o que Sears esperava que ela iria usar). Aos quatro anos ela iria começar a usar o Ferris Good Sense Waist (imagem abaixo). Os corset eram de boa qualidade e forte espartilho em jeans, bem amarrado, com “botões para tudo e tudo bem abotoado”. “Sustentava o corpo, era saudável, confortável e natural; facilmente ajustadas e facilmente lavado ‘, como dizia o próprio anúncio.
Ele era fabricado em tamanhos de cintura 21″ a 28”.

Neste anúncio para o espartilho cintura Ferris não há rodeios – a peça é um “espartilho da Saúde Perfeita”. Mostra-se uma criança pequena, mas já tem um grau significativo de moldar na cintura. E só para enfatizar que se destina a dar forma, a mãe (com uma roupa muito semelhante) está segurando um espelho para a menina para admirar sua figura. O anúncio não tem data, mas parece ser de um pouco mais antigo do que o da Sears.

Anúncio: Ferris Good-Sense Corset Waist

Anúncio: Martha Washington Misses’ Corset Waist

Depois de usar os Corsets Ferris, as meninas passavam a usar os Martha Washington Misses’ Corset Waist For Girls. Este era “feito de bom cetim, tinha um botão frontal com alças ajustáveis ​​e laços na parte de trás; aparado no topo com ótimo acabamento; uma cintura que é útil e vai ajudar a menina crescer como ela deve crescer ‘.
Ele veio nos tamanhos 20 “a 28”. O intervalo nenhuma idade é especificado para esta peça de vestuário, mas parece ser concebido para a lacuna entre o Good-Sence Waist, que termina aos seis anos, e o Misses Common Sense Waist, que começa aos 12anos.

Anúncio: Misses Common Sense Waist

 Finalmente, aos 12 anos, a jovem passavaa usar o Misses Common Sense Waist. “Especialmente adaptado para as meninas que crescem de forma esbelta. Feita de boa qualidade espartilho em jean, superior e inferior ligados com fita adesiva.” Os Misses Common Sense Waist vinham nos tamanhos de 19 “a 28”.
É interessante notar que o tamanho da cintura mínima diminui de uma polegada em cada passo, enquanto que o máximo mantém-se em 28″ todo o processo.
Mas algum alívio estava a caminho, pelo menos para as crianças mais jovens. Durante a última parte do século 19, movimentos de saúde começaram a questionar a conveniência do espartilho e o stayband, que começaram a perder popularidade. Roupas especiais para crianças também começaram a aparecer nesta época.

Anúncio: Corset Juvénil

O texto deste anúncio está traduzido abaixo:

“Libere sua menina.
O Corset Juvénil é projetado para libertar sua filha de espartilhos nocivos e duros que paralisam sua energia vital, e dar-lhe um simples vestuário flexível e confortável, que dá forma como ela se desenvolve, sem esmagar sua cintura, e permite a ela para manter-la feliz e com disposição.
Quando você vê os resultados maravilhosos que ele proporciona, você ficará encantada com a forma que o Juvénil (que é fabricado a partir de tecidos flexíveis e osso de baleia) estimula o crescimento adequado do corpo jovem. Isso prova a excelência da sua concepção, ao contrário das habituais espartilhos rígidos, fortes e pesados, que são tão prejudiciais ao corpo delicado da menina jovem.
O segredo de seu projeto, o que é perfeitamente adaptado para o corpo da menina, é que os órgãos vitais (coração, pulmões e estômago) são completamente livres de restrições.
O efeito é imediato e espontâneo. A menina se sente mais feliz, mais viva e mais ágil. Seu corpo tem suporte, é guiado e moldado como ele se desenvolve, mas ela nunca sofre de dor abdominal.”

No entanto, embora o anúncio mostra que este espartilho também veio em uma versão adulta, as mulheres geralmente permaneceram tão firmemente espartilhada como sempre.

Anúncio: Children’s Combination Waist and Hose Supporter

Como mencionado antes, os meninos normalmente usavam o espartilho apenas para os primeiros anos. No entanto, eles, muitas vezes, usavam meias de algodão, especialmente em climas mais frios, e estes suspensórios eram necessários para mantê-las para cima. Um exemplo, a partir do catálogo de Sears de 1908, é apresentado acima. A ilustração mostra um menino vestindo-los, mas o texto diz que eles são para “meninos e meninas”.

Possivelmente meninas não usavam sempre espartilho, ou possivelmente estes suportes de meias foram usados ​​sobre eles. Nos anúncios acima, todos possuem o suporte para meias, que são muito semelhantes, exceto que eles não têm a cintura, e que são claramente destinados a ser usados ​​sobre espartilhos.

 

Podemos observar, depois de ler este texto como os costumes e vestimentas mudaram ao longo dos anos. Nos dias de hoje seria um crime de tortura submeter uma criança tão pequena ao uso do espartilho. No século 19 o uso de espartilhos era em nome de um ideal de beleza que era buscado pelas mulheres. Desde pequenas elas eram ensinadas que a cintura fina era um padrão a ser alcançado.

Se formos analisar a fundo, hoje em dia as crianças também se submetem a vários procedimentos nocivos em nome da beleza, como: tinturas no cabelo, dietas malucas, alisamentos nos cabelos, bronzeamentos, tratamentos estéticos, cirurgias plásticas etc. O padrão de beleza é colocado para as crianças desde muito novas, e sempre foi assim. Claro que nos dias de hoje o espartilho seria condenado, mas quantas outras coisas as crianças estão fazendo que podem ser tão prejudiciais como o espartilho?

Primeiro corset – Daniel Santos

De vez em quando alguém do grupo do Facebook Corsets e Algo Mais se arrisca fazendo um corset. Lá a gente tem corsetmakers profissionais, que vivem da sua arte, mas as vezes pessoas que não tem conhecimento de costura ou modelagem se aventuram.

Há algum tempo eu acompanho o Daniel Santos. Sempre pedindo dicas no grupo, contando seus progressos, tirando dúvidas. Ontem fiquei mega feliz quando vi que ele postou a foto do seu primeiro corset. É muito legal ver alguém se superando pra fazer aquilo que gosta. Sinto que vem muito mais corsets por aí, heim Daniel!!!

Aqui em baixo vão as fotos que o Daniel me mandou e o depoimento dele.

Imagem pinada

Imagem pinada

 

Gente, é com muita alegria (muita mesmo) que venho compartilhar com vocês a conclusão do meu primeiro corset. Demorou pacas, ficou com alguns erros mas saiu. Muito obrigado meninas e meninos pelas dicas. Obrigadíssimo Tyara pelo material disponibilizado e muito obrigado pela força Fernanda *—* Sei que ficou até feinho pois nunca tinha costurado nada, a maquina estava desregulada pq estava há 15 anos parada, mas é meu primeiro bebê de muitos que virão =D ♥ 
P.S.: A camêra desse cel que tirei tá muito lixo.

 

Eu nem achava que tinha ajudado tanto, mas é bom saber que o material que eu pesquiso aqui e disponibilizando tanto no grupo quanto no blog ajudam as pessoas. É uma recompensa pelo tempo que eu dedico ao blog. Parabéns, Daniel!

Leitora Tight Lacer – Kika

20121014-095509.jpg

Não tem coisa mais gostosa do que acordar num domingo de manhã e ver que recebi um e-mail como o da Kika! Leitora do blog, ela me mandou a sua história com o corset. Uma grande inspiração para quem quer perder uns centímetros com o tight lacing.

Oi Tyara,
estou usando o corset, desde o dia 19 de de setembro.
Estou usando por cerca de 6 horas ao dia. Comprei na madame sher.
Detalhe que não contei pra ninguém sobre isso.
Mas meu pai veio me perguntar se fiz lipo. Meu namorado disse que eu emagreci. Mas continuo comendo normalmente e até tiro o corset para conseguir comer o quanto quero…rs.
Antes de usar o corset, estava com 69 de cintura.
Logo que tiro o corset, chego a 65, 66. Depois volta para 68. Estranho como as pessoas percebem a diferença de um centímetro.
Como sou magra, acho que a redução não será rápida. Mas estou determinada.
Escreverei mais para contar os resultados.
Adorei o blog, fucei em muitos e o seu é o melhor.
Abraços!
Kika

Kika, obrigada pelo e-mail. É maravilhoso ouvir histórias como a sua, onde o uso do corset fez tão bem pra auto estima! Bom treino para voceê, continue com o treino e me conte tudo!

Quem quiser me mandar e-mails contando sua história para eu publicar aqui, fique a vontade. É só acessar ali em cima a aba Leitora Tight Lacer e seguir as instruções.
Beijos a todo!

Treino dia #21, #22, #23 e #24

Usei pouquinho o corset essa semana. Resumidamente, usei durante o dia todo sem apertar muito, só pra ajudar na postura. Não tirei medidas também, pra evitar a neura com as medidas. Sei que estou dando uma relaxada, mas não quero que diminua muito a minha cintura.

Apesar de estar meio relaxada com o treino, o blog tem se tornado uma fonte de incentivo e de gente interessante! Obrigada à todo mundo que deixa comentários aqui, me manda mensagem pelo Facebook e etc! Isso é muito estimulante!

Estou com muito material aqui pra passar para vocês, mas to muito sem tempo pra traduzir tudo e colocar aqui. Achei umas reportagens interessantíssimas sobre corset e estou louca pra dividir! Ando muito ocupada com o trabalho e com a faculdade (ultimo ano!), desculpem-me.

Pra me redimir, aqui vai um link da minha Dropbox com alguns livros sobre corset pra você fazerem download! Tem também um relatório de estágio da Elize, uma querida que contou certinho como foi a confecção dos primeiros corsets dela! Muito interessante pra quem começar a se arriscar. Eu quero fazer o meu!

Façam cadastro no site do Dropbox aqui e depois baixem por aqui. Super seguro!

20

Treino dia #17, #18, #19 e #20

rose corset craft stamp

 

Olha os posts do treino super atrasados! Agora quero colocá-los em dia!

Não tenho as medidas pós-treino dos dias #17, #18, #19 e #20, mas quero contar como eles foram.

Quinta e Sexta-Feira usei o corset de forma bem confortável. Não muito apertado, mas por muitas horas. Estou pensando mais na minha postura do que na redução de medidas. Porque isso agora?

Meu corpo foi sempre do estilo ampulheta, bem dentro das proporções. Tenho 100cm de circunferência de ombro, 103cm de quadril e sempre tive de 70cm a 75cm de cintura. Essa proporção de cintura 30% menor que os ombros e o quadril caracteriza o corpo ampulheta. Sinto que quando uso o corset muito apertado, meu corpo fica um pouco estranho e desproporcional visualmente. Não quero diminuir minha cintura ao ponto de virar uma Cathie Jung, então tenho pegado leve com os treinos de aperto. Mas me sinto muito bem usando o corset para corrigir minha postura.

Já, sábado e domingo eu não treino, então pula esses dias. hehehe

Corset X Cinta Modeladora

Sempre vejo nas estatísticas do site pessoas que caem aqui procurando sobre a diferença entre cintas modeladoras e corset. Resolvi escrever aqui um pouquinho sobre isso, pois quem ainda não conhece os corset, acaba achando que são a mesma coisa.

Sobre o que são corsets e tight lacing, eu já escrevi aqui e aqui. Quem não leu ainda, vale a pena ler e se integrar no assunto.

masuimi+max.jpg (300×443)

Corset para Tight Lacing

Mas, resumindo a parte dos corsets: corset são os famosos espartilhos. Eles são super estruturados, com várias camadas de tecidos, barbatanas de metal e servem para modelar a cintura com o tempo. Quanto mais tempo de uso e maior o aperto, mas modelado fica o seu corpo. Quando o corset é colocado, o resultado é imediato: as medidas diminuem, a cinturinha fica finíssima e a postura fica perfeita. Ao longo do tempo esses resultados se tornam permanentes.

MODELO-20000 - CALCINHA CINT. ALTA COM SUSP..jpg

Modelador Calcinha Cintura Alta Modelle

Já as cintas modeladoras são diferentes. Existem diversos modelos com diferentes fins (modeladoras, pós cirúrgicas, maternidade), mas este não é um blog sobre cintas , não vou me estender. Mas a principal diferença das cintas e do corset é que as cintas não são tão estruturadas como o corset. as barbatanas são de plásticos e os tecidos usados possuem elasticidade. Ao vestir a cinta o resultado também é imediato, mas não há tanta redução de medidas como no corset. A cinta “segura as gordurinhas”, faz pressão em locais estratégicos para que o corpo fique elegante. Os resultados da cinta são temporários: só duram enquanto forem usadas.

Há modeladores somente para a região abdominal, full body, body, bermudas para as pernas, braços e etc. Também a modeladores com função extra, como combate à celulite.

Por isso nunca espere o mesmo resultado dos dois itens. Eles são diferentes para fins diferentes. Você deve pensar em qual resultado deseja alcançar e comprar o item correto.

Treino dia #15 e #16

Trabalho tem sido meu nome e Preguiça meu sobrenome nos últimos dois dias. Terça e Quarta foram tão corridas aqui no trabalho que nem tinha como usar o corset: corre pra cá, corre pra lá, levanta, abaixa pra pegar isso, senta na cadeira, desce escada correndo! Quando chegava em casa a vontade era de matar aula, cair na cama e dormir. Ainda bem que acabou! Uma falsa paz reina aqui no trabalho novamente! Line entregue é garantia de poucas horas de folga. hahaha

Bom, mas na quarta a noite eu usei o corset por umas horinhas. Pra aguardar o namorado, já que era dia de sofá! Mas nem tirei medidas, então fico devendo para vocês!

Adorei essa foto vintage. Precisei dividir com vocês!

Beijos!